Melodia sublime

Ó Senhor Supremo de Todos os Mundos
E de Todos os Seres,
Recebe, Senhor,
O nosso agradecimento
De filhos devedores do teu amor!
 
Dá-nos tua bênção.
Ampara-nos a esperança,
Ajuda-nos o ideal
Na estrada Imensa da vida…
 
Seja para o teu coração,
Cada dia,
Nosso primeiro pensamento de amor!
 
Seja para tua bondade
Nossa alegria de viver!…
 
Pai de amor infinito
Dá-nos tua mão generosa e santa.
 
Longo é o caminho.
Grande o nosso débito,
Mas inesgotável é a nossa esperança.
 
Pai Amado,
Somos as tuas criaturas,
Raios divinos
De tua Divina inteligência.
 
Ensina-nos a descobrir
Os tesouros imensos
Que guardaste
Nas profundezas de nossa vida,
Auxilia-nos a acender
A lâmpada sublime
Da Sublime Procura!
 
Senhor,
Caminhamos contigo
Na eternidade!…
Em Ti nos movemos para sempre.
 
Abençoa-nos a senda,
Indica-nos a Sagrada Realização.
E que a glória eterna
Seja em teu eterno trono!…
 
Resplandeça contigo a Infinita Luz,
Mane em teu coração misericordioso
A Soberana Fonte do Amor,
Cante em tua Criação Infinita
O sopro divino da eternidade.
 
Seja a tua bênção
Claridade aos nossos olhos,
Harmonia ao nosso ouvido,
Movimento às nossas mãos,
Impulso aos nossos pés.
 
No amor sublime da Terra e dos Céus!…
Na beleza de todas as vidas,
Na progressão de todas as coisas,
Na voz de todos os seres,
Glorificado sejas para sempre,
Senhor.

Livro: Os Mensageiros. Psicografia de Francisco Cândido Xavier, ditada pelo espírito André Luiz.